[domingo, junho 18, 2006]

Webquest....alguns resultados da leitura assim realizada.

Os resultados da Webquest realizada pelos alunos e e todos os trabalhos de escrita e oralidade em torno da obra foi o que permitiu dar forma a este Blog.
TODOS OS ALUNOS ESTÃO DE PARABÉNS PELO EMPENHO MANIFESTADO. AS TAREFAS FORAM CUMPRIDAS - OU SEJA- A OBRA FOI LIDA.
Acredito que muitos se lembrarão desta leitura pela forma empenhada como a realizaram.
Como professora só tenho que agradecer-lhes a alegria, o empenho
, a qualidade, a motivação. Tal como a Manhã, merecem a Rosa Azul. Apresentam-se, em seguida, alguns excertos das webquests que, entretanto, foram aperfeiçodas e enviadas por email.

Este livro foi escrito por Jorge Amado foi escrito em Paris no ano de 1948, com o objectivo de o oferecer ao seu filho João Jorge como presente de aniversário. Esta história de amor foi publicada em 1976, por João Jorge. Este foi encontrado cerca de 28 anos depois pelo mesmo, quando este arrumava velho pertences. Esta obra veio a ser publicada porque João Jorge que a deu a ler ao Mestre Baiano Carybé e este, por gosto e amizade, que sobre as páginas escritas desenhou as mais belas ilustrações. Este texto foi publicado como o autor o escreveu pois se o texto fosse alterado teria de ser reestruturado por completo fazendo-o perder a sua única qualidade, a de ter sido escrito por simples prazer de escrever. A este texto foi apenas acrescentado uma pequena dedicatória.

Olá, eu sou a Manhã. Cheguei tarde a esta entrevista porque sou muito preguiçosa e gosto de dormir até tarde. Também gosto de ouvir umas boas histórias, as minhas preferidas sou as do vento, portanto se tiveres uma boa historia podas contar-ma, ok? Olha que eu até sou gira, loira e gosto de estar na moda, tenho é de perder uns quilinhos. Olha tenho que ir apagar as estrelas se não o meu pai mata-me, portanto xau. Escreve-me para o meu e-mail que é: manha_4ever@univer.mi.

O Vento é uma pessoa amiga pois ajuda sempre a Manhã a iluminar o sol. O Vento é conhecido por ser um Soprador de Fama. Á muitos boatos sobre o vento, uns dizem que ele é velhaco, atrevido, capadócio e de pouca confiança. O Vento têm muitas brincadeiras incorrectas e irresponsáveis como meter-se por baixo das saias das mulheres. O Vento é muito bisbilhoteiro e audacioso, rei dos andarilhos, rompendo fronteiras, invadindo espaços, vasculhando esconderijos, e tendo um saco cheio de histórias para contar. E é o mais conhecido contador de histórias.
(Francisco e Zé, 8ºD)


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

<\$BlogItemBacklinkCreate\$>

Escrito por Gato Malhado at 1:17 da tarde

Olá! Sou um gato e habito dentro de um livro. Adoro ler e... namorar. E tu?



Outros dias...


Powered by Blogger

Amigos na Web


  • A nossa escola
  • CRE Lorosae
  • Escreva-me!
  • BN digital
  • Netescrita
  • Livraria on line
  • Outra Livraria on line
  • Uma sugestão de leitura
  • Literatura brasileira
  • Sítio da Prof. Teresa
  • Arq. Audio da Prof.Teresa
  • Fund. Casa de JORGE AMADO
  • As nossas sugestões de leitura
  • Trabalhos da Prof. Marli, Brasil
  • Radio Web do CAIC M. Costa, Brasil
  • Escrita colaborativa dos amigos do 8ºC
  • Blog@qui - 8º ano (História) - V. do Castelo
  • Dia D - Azeitão
  • Sala 16 - "Está-se bem!" - Azeitão
  • "Sabor Saber"


    Envie-nos uma mensagem ÁUDIO. Obrigado!


    Send Me A Message

    Deixe comentário ou Recado no Mural. Obrigado!




    Contador